-

Dudu não será mais o único capitão do Palmeiras; Entenda


Dudu cumprirá suspensão e não poderá enfrentar o Bahia, às 21h deste sábado, no Allianz Parque, mas ele provavelmente não usaria a braçadeira de capitão mesmo que estivesse em campo. O jogo contra o Junior Barranquilla (COL), na última quarta, marcou o início de um rodízio neste posto. O camisa 7 jogou, mas Fernando Prass foi o capitão.

Para o jogo deste fim de semana, os principais candidatos a usarem a faixa são Jailson, Edu Dracena e Felipe Melo, os mais experientes entre os prováveis titulares. Curiosamente, Jailson e Felipe nunca começaram um jogo com a braçadeira. Os mais jovens também devem ter a oportunidade de liderarem a equipe.

- A gente entrou em um consenso. Conversei com o Roger e com o Alexandre (Mattos) que era bom rodar a faixa para todos do grupo terem uma responsabilidade também no momento que a gente está vivendo - explicou Dudu.

Foi justamente para aumentar a responsabilidade de Dudu que Cuca decidiu entregar-lhe a braçadeira em meados de 2016. O atacante vinha em baixa, havia perdido a condição de titular e dava sinais de desânimo até virar capitão, voltar a ser decisivo e erguer a taça do Brasileirão. Ele ocupou este posto 86 vezes desde então.

Antes do jogo contra o Junior Barranquilla, a braçadeira só não foi de Dudu em 2018 quando ele não jogou. Fernando Prass já havia ficado com ela na derrota por 1 a 0 para o São Caetano, enquanto Moisés a utilizou na vitória por 3 a 1 sobre o Alianza Lima.

No ano passado, além de Dudu (49 vezes), quatro jogadores tiveram a chance de utilizarem a tarja: Prass (15 vezes), Zé Roberto (duas), Tchê Tchê (uma) e Jean (uma).

Em 2016 o posto foi mais dividido: Prass (24 vezes), Zé Roberto (17 vezes), Dudu (20 vezes), Edu Dracena (uma vez), Mina (uma vez), Gabriel Jesus (uma vez), Arouca (uma vez) e Vitor Hugo (uma vez) foram capitães.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário