-

Edu Dracena celebra volta ao time e alerta sobre duelo com Boca: ‘Nunca é fácil’


De volta ao time titular do Palmeiras no último domingo (22), contra o Internacional, o zagueiro Edu Dracena deve figurar novamente entre os 11 iniciais do técnico Roger Machado no confronto com o Boca Juniors-ARG, nesta quarta-feira (25), às 21h45, no estádio La Bombonera, na Argentina, pela fase de grupos da Conmebol Libertadores. Experiente e com uma taça do torneio internacional no currículo, o palestrino espera contribuir para a evolução do time dentro de campo.

“Hoje, graças a Deus, atingi o equilíbrio na minha vida profissional, sei da minha importância dentro do clube e como posso ajudar, sempre orientando os jogadores em campo. A conversa é essencial para, de repente, um posicionamento para dominar ou tirar uma bola. Contribuo para o pessoal estar mais tranquilo para jogar futebol e vencer os jogos, que é o mais importante", declarou, contando a conversa com o treinador palmeirense antes de recuperar a titularidade na equipe.

"O Roger me falou: 'Vou contar com você agora, entra lá e tenta nos ajudar da melhor forma possível, como sempre fez no Palmeiras e nos outros clubes pelos quais passou'. É lógico que, com o tempo no futebol, vamos adquirindo certas experiências e sabemos que, por piores que sejam os momentos, você não é o pior do mundo e nem o melhor do mundo no melhor momento da carreira”, afirmou.

Já no embate desta quarta, Dracena quer um Palmeiras determinado para ter sucesso em solo argentino. "O Palmeiras terá de saber lidar com essa pressão da torcida e do time do Boca, que nos pressionará desde o início. Mas espero que a gente possa estar bem concentrado, bem focado, sabendo o que enfrentaremos para não termos surpresas e ter de correr atrás. São 90 minutos para o Palmeiras, de repente, com uma vitória, dar um passo grande para a classificação à próxima fase. E é como sempre falo: se não der para ganhar, também não pode perder. É importante somar pontos na Libertadores", falou o zagueiro, valorizando uma possível vitória do Verdão na La Bombonera.

"Seria o ideal para voltar tranquilo para São Paulo. A gente sabe que enfrentar o Boca aqui nunca é fácil, e o Boca sempre entra nas competições como favorito. Mas acredito muito que o Palmeiras, de repente, pode dar uma arrancada tanto na Libertadores quanto na temporada. Aquela arrancada de o pessoal olhar para o Palmeiras e falar: 'Agora esse time chegará porque tem potencial para chegar'. Sendo bem sincero: sabemos que não estamos no ideal que podemos chegar, em termos de qualidade e de time, mas não está faltando entrega e empenho de nenhum dos profissionais, tanto de jogador quanto de comissão técnica para fazer o melhor pela equipe”, disse.

Por fim, Dracena alertou sobre a qualidade do elenco do Boca Juniors. "A equipe do Boca tem Tevez, Ábila, Pavón, grandes jogadores. Não podemos pensar só no Tevez, temos de pensar na equipe do Boca. E acredito que tanto o Palmeiras tem de pensar no Boca como o Boca também está pensando na equipe do Palmeiras. Será um grande jogo, com estádio lotado. Espero que a gente possa estar bem concentrado, focado, sabendo que enfrentaremos uma grande equipe, mas fazendo com que prevaleça a equipe do Palmeiras pela qualidade que tem", finalizou o jogador.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário