-

Roger Machado vê clássico equilibrado e pede ‘jogo com leveza’ em Itaquera


A um dia de disputar o primeiro Derby como técnico do Palmeiras, Roger Machado vê o Verdão preparado para encarar o Corinthians neste sábado (24), às 17h, em Itaquera, pela nona rodada do Campeonato Paulista. Porém, apesar da invencibilidade no torneio estadual, o comandante não acredita em um possível favoritismo palestrino diante do rival, justamente por se tratar de um clássico tão disputado.

“Acho que não tem favorito. É o atual campeão paulista e brasileiro jogando em casa contra um adversário que está invicto na competição e tem um grande grupo que planeja coisas boas para o ano. Isso tudo poderia valer em um outro momento, com outro time, mas sabemos que a vantagem acaba sendo tirada no clássico. Não vejo favorito, será uma disputa aberta e qualquer um pode vencer”, disse, destacando a semana de atividades na Academia de Futebol.

“A semana de trabalho foi muito boa, demos prosseguimento ao planejamento de treinamento do time. Na semana cheia, a gente costuma trabalhar as correções, mas sempre dando continuidade com relação à montagem da equipe”, comentou.

Acostumado com a rivalidade do Rio Grande do Sul nos tempos de atleta, Roger agora vive intensamente o Derby em São Paulo. “Você começa a perceber a importância do clássico quando sai na rua, ainda mais em uma semana cheia que deu para trabalhar bastante. Percebe quando vai ao shopping, quando um torcedor do Palmeiras te aborda, ou até um torcedor do Corinthians, que simpaticamente te deseja sorte, mas depois deste jogo. O torcedor te dá a escalação ou a forma como tem de jogar para vencer o adversário. Quando você pega o táxi e o motorista te reconhece... Isso tudo cria elementos para você levar a campo”, falou.

O treinador, contudo, pede atenção com relação à ansiedade pré-clássico. “Temos de tomar cuidado para que a motivação excessiva não acabe nos prejudicando. É um jogo em que precisamos ter muita concentração, mas temos de fazer um jogo com leveza. Que a concentração e o envolvimento emocional não tirem a espontaneidade de quem está em campo. É um jogo diferente, não dá para classificar como um jogo normal. Mas temos de entender que é um clássico de uma fase classificatória do Paulista, podemos ter outros depois ou não. Temos de saber o momento em que está sendo jogado”, finalizou Roger Machado.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário