-

Roger Machado confirma Scarpa no clássico e nega favoritismo do Palmeiras


O Palmeiras volta a campo no próximo domingo (04), às 17h, para enfrentar o Santos, no Allianz Parque, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. Com 100% de aproveitamento na competição, o Verdão ganhará um reforço de peso para o clássico contra os santistas. Trata-se do meia Gustavo Scarpa, que trabalhou intensamente nas últimas semanas e está à disposição do técnico Roger Machado para fazer a sua estreia pelo clube no duelo deste fim de semana. 

"O Scarpa estará à disposição, assim como os outros que estarão no banco de reservas. A ideia é levá-lo para a partida. Se o jogo demandar a necessidade de uma característica semelhante à do Scarpa, não tenha dúvida de que farei. Não é por estar à disposição e ser clássico que vou estreá-lo", disse o comandante, explicando o cronograma traçado para o atleta neste começo de temporada.

"Desde o início, com o Omar (Feitosa, preparador físico) e a fisiologia, a intenção era de que o Scarpa estivesse entregue definitivamente para a comissão técnica nesta semana. Tudo correu muito bem, ele evoluiu bem, está na terceira semana com bola. Não justificaria mantê-lo em um sistema de progressão física, já que todos os outros tiveram um período semelhante a esse. E ele ainda teve uma semana só de reforço muscular. Já está à minha disposição e pode aparecer como alternativa para este jogo", emendou.

Apesar do excelente aproveitamento no Paulistão, Roger negou que o Alviverde tenha algum favoritismo diante do rival praiano. "Talvez a visão externa nos coloque como favoritos. A gente entende que, pelo fato de ter terminado 2017 na segunda colocação do Brasileiro, ter acrescentado qualidade ao grupo pontualmente, abrindo a temporada com quase 90% do grupo formado, há uma vantagem. Mas, em nosso ponto de vista, o favoritismo, se é que ele existe, tem de ser traduzido em campo. Nos últimos quatro jogos, conseguimos impor o nosso jogo em casa e fora. Estar em casa já nos dá um elemento favorável. O quinto jogo da temporada ser um clássico, vindo de quatro vitórias, aumenta um pouco mais a responsabilidade. A gente não foge dela ou desse pseudo-favoritismo”, afirmou o treinador, alertando sobre o estilo de jogo apresentado pelo adversário.

"O Santos, historicamente, tem um time com vocação ofensiva. Aparecerão elementos que ainda não aconteceram nesses quatro jogos, já que os adversários muitas vezes vêm com a proposta de entregar a bola ao time grande. O Red Bull veio com proposta de ter a bola e jogar. Foi um elemento importante que usei nos dez dias seguintes de treino para corrigir alguma coisa", completou.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário