-

Dracena mira vice-liderança: ‘Palmeiras sempre tem de estar entre os primeiros’

LINK 1 | LINK 2 |LINK - RIFA CAMISA


Extremamente vitorioso durante a carreira, o zagueiro Edu Dracena lamenta a falta de títulos em 2017. Depois de conquistar o Campeonato Brasileiro logo em seu primeiro ano no clube, o experiente defensor reconhece que o Verdão não rendeu o esperado nesta temporada, mas, mesmo assim, aprova finalizar o Nacional com um possível segundo lugar. De acordo com o camisa 3, a vice-liderança também reflete a força da equipe no atual cenário do futebol.

“Não estamos pensando em férias, até porque temos dois jogos (Botafogo e Atlético-PR). Temos de terminar de uma maneira honrosa, o segundo lugar também é uma bela posição. No ano passado, o Palmeiras foi campeão, agora podemos ficar em segundo e quem sabe no ano que vem a gente possa ser campeão de novo. O Palmeiras sempre tem de estar entre os primeiros colocados”, afirmou. “Faremos o melhor nesta reta final, sempre digo que a última impressão é a que fica. Temos de mostrar o nosso trabalho e empenho para conseguirmos vencer”, completou.

Dracena acredita, inclusive, que o desempenho do time neste ano pode servir de aprendizado para 2018. “Lógico que gostaríamos de terminar o ano com título, mas acho que o mais importante é acreditar no trabalho. Nada acontece por acaso. Infelizmente, não pudemos conquistar títulos, mas sempre tem o dia de amanhã. Temos a oportunidade de brigar por títulos no ano que vem. Para você deixar uma marca no clube, você precisa conquistar títulos. Quanto mais você puder ganhar, ficará ainda mais na história. Fica de lição para o ano que vem, quem sabe a gente conquiste dois ou três títulos para compensar este ano”, comentou o palmeirense, que, por outro lado, mostra-se satisfeito com o seu rendimento na temporada.

“Individualmente fui bem, mas claro que sempre prezo pelo grupo. Eu me senti bem, me preparei para isso desde o início do ano. Fizemos um trabalho diferente do que fizemos em 2016, as duas primeiras semanas foram com trabalho de fortalecimento antes de ir para o campo. Foi um trabalho da fisiologia, da fisioterapia e de todo o Departamento Médico do Palmeiras. Eu colhi os frutos de uma pré-temporada muito boa e bem planejada pelo Departamento Médico do Palmeiras”, declarou o zagueiro.


Por fim, o jogador elogiou Roger Machado, novo técnico do Verdão. “Ele quer mostrar o seu potencial, está com fome de mostrar o seu talento e de dar certo em um clube. O que a gente espera é que ele tenha tranquilidade e as pessoas tenham paciência e acreditem no trabalho que ele exercerá com a gente. Não pode querer imediatismo, um resultado logo, tem de ter paciência. É um cara que mostrou que tem uma forma de jogar, um esquema, e nós, jogadores, temos de abraçar essa ideia e seguir em frente até o objetivo ser alcançado”, finalizou.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário