-

Cauteloso, Moisés se esquiva sobre Corinthians e pede foco no G-4


Em dez dias, o Palmeiras derrubou oito pontos de diferença em relação ao Corinthians e colou na liderança do Campeonato Brasileiro. São seis pontos de diferença, mas o discurso é o mesmo das últimas semanas. Pelo menos foi a versão apresentada pelo meio-campista Moisés, que evitou falar sobre a briga pelo título na reapresentação do elenco, ocorrida nesta quarta-feira.

"Para a gente conquistar os objetivos, temos que vencer o adversário da rodada. Só vamos conseguir os nossos objetivos assim – e o principal no momento é o G-4. Precisamos consolidar isso, é o objetivo que nos foi colocado pela qualidade do nosso elenco, precisamos buscar isso o mais rápido possível. (...) Não tem nenhum jogo mais importante que o Cruzeiro", afirmou o meio-campista.

"Depois do jogo, [o Corinthians] será o nosso maior foco. Eu, pelo menos, só vou falar deste adversário quando tivermos a semana de preparação para o jogo contra o Corinthians. Nosso objetivo e foco não pode ser outro a não ser o Cruzeiro", acrescentou o camisa 10 palmeirense.

O discurso cauteloso de Moisés se tornou comum nas últimas duas semanas. Mesmo com a queda de desempenho do Corinthians e a evolução do Palmeiras sob o comando de Alberto Valentim, jogadores como Edu Dracena e Dudu sentenciaram a vaga na Libertadores como o grande objetivo para este fim de temporada.

Para poder falar em título, agora com seis pontos de diferença em relação ao Corinthians, Moisés traça um plano de conquistar "entre duas ou três vitórias" para assegurar a vaga na competição sul-americana. A partir de então, ainda mais dependendo do resultado no dérbi do próximo dia 5 em Itaquera, a disputa pela taça será abordada.

"O Palmeiras sempre tem que pensar no título quando entra na competição. O título acaba na 38ª rodada, ali vai se saber. Antes temos que pensar adversário por adversário, para que a gente possa alcançar. O objetivo mais próximo que temos é garantir a vaga na Copa Libertadores. A partir dali focamos em um novo objetivo", disse Moisés, antes de admitir que vai "secar" corintianos e santistas no fim de semana.

"Sem dúvida vou assistir aos jogos, não vou ser hipócrita de falar que não vou torcer dos resultados a nosso favor. É algo normal: os adversários torcem pelos nossos tropeços e nós torcemos pelos tropeços de quem está na nossa frente. Mas, relembrando que nosso objetivo e foco é vencer nossos jogos, melhorar nosso desempenho para acabar o ano da melhor forma possível", declarou.

E o Santos?
Além do Palmeiras, o Santos também diminuiu a desvantagem em relação ao Corinthians nas últimas semanas. Entretanto, pela ascensão, especialmente de desempenho, o clube alviverde foi quem surgiu como o principal perseguidor ao time de Fábio Carille. Moisés, com um tom bem leve, achou estranho ignorarem o clube do litoral paulista.

"Eu comentei com a minha esposa, ontem. O Santos tem a mesma pontuação e só se falam do Palmeiras. Não sei se querem jogar uma pressão maior para nosso lado, mas não vai colar", disse Moisés, antes de repetir o "mantra" do jogo a jogo.

"Até porque aqui nosso pensamento é, e vou ser repetitivo, é melhorar nosso rendimento, continuar neste nível de resultados. Já crescemos e depois caímos. O foco maior é terminar da melhor forma possível, com bons resultados", encerrou.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário