-

Com contrato terminando, Egídio fala sobre seu futuro no Verdão


Com contrato terminando no final do ano no Palmeiras e perto de completar 100 jogos no clube, o lateral-esquerdo Egídio comemora a volta por cima após ter sido marcado como vilão do time na eliminação na Libertadores, ao perder um pênalti diante do Barcelona de Guayaquil, nas oitavas de final. Em entrevista ao “Seleção”, o jogador disse que não se preocupa com seu futuro no Alviverde, já que não sabe se irá renovar seu vínculo, e destacou que se sente feliz por poder sair do Verdão pela porta da frente - o atleta chegou a ser poupado pelo técnico Cuca após o adeus na competição continental.

 - Naquela situação (após perder o pênalti), não retruquei com ele (Cuca), aceitei e isso é muito mérito dele por eu ter dado a volta por cima. Eu me concentrei, foquei, procurei nos treinamentos me doar muito mais para dar a volta por cima. Não quero sair do Palmeiras pela porta de trás. E sim pela porta da frente, que foi por onde entrei (..) Com meu contrato acabando, fica nas mãos de Deus. Estou muito tranquilo e não preocupado com isso se vou renovar no Palmeiras ou não. Tenho meu empresário que considero um pai que tem sempre um caminho certo para eu seguir. Se for para renovar, vou renovar feliz, se for para sair, quero sair feliz. Meu empresário falou que existem alguns times, mas eu não estou em preocupando com isso. Estou focado em completar meu centésimo jogo com a camisa do Palmeiras – disse.

Após a eliminação na Libertadores, Egídio acabou preservado por Cuca e ficou três jogos longe dos gramados, voltando no empate em 1 a 1 com o Atlético-MG, pelo Brasileirão. Desde aquele duelo, se manteve de novo no time titular, coroado com um belo gol na última vitória sobre o Fluminense, fora de casa, no domingo passado.

- Aquilo foi uma situação complicada. Mais do que complicado para mim foi para meus familiares. O familiar sofre mais ainda com essa situação. Foi quando me guardei com minha família, me coloquei de prontidão para ir e bater aquele pênalti. Acho que não bati mal, o goleiro saiu antes, não olhei, é meu jeito de bater. Infelizmente foi o pênalti que nos tirou da Libertadores. O Cuca conversou comigo que ia preservar uns três jogos e não me dava garantia de que eu ia voltar como titular. Eu tinha saído do time e estava em uma sequência de quatro jogos vindo bem, com jogos muito bem. Quando me pôs na Libertadores, aconteceu aquela situação. Não me abati e sim foquei, me concentrei mais ainda para poder voltar nessa reta final do segundo turno – disse.

Com a vitória sobre o Flu, o Palmeiras entrou no G-4 do Brasileiro, dono da quarta posição, com 43 pontos, 11 a menos que o líder Corinthians. Após ser eliminado da Copa do Brasil e da Libertadores, o time comandado por Cuca aposta todas suas fichas nesta reta final de Brasileirão.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário