-

Presidente do Palmeiras se revolta com punição de Felipe Melo


Nesta sexta-feira, o volante Felipe Melo, do Palmeiras, foi punido com seis jogos de suspensão na Libertadores, por conta dos socos desferidos no uruguaio Matías Mier, do Peñarol, durante confusão entre as equipes na partida realizada em Montevidéu, no dia 26 de abril.

O presidente Mauricio Galiotte, mostrou indignação com a situação e espera mudanças em relação à situação. “Nós apenas nos defendemos, fomos vítimas. Os atletas do Palmeiras foram jogar futebol e hoje recebemos a noticia da suspensão do Felipe Melo. E os atletas que provocaram toda a confusão receberam cinco. Total indignação, não aprovamos e gostaríamos de entender o que a Conmebol fez”, reclamou, em entrevista à Espn.

O mandatário palmeirense também garantiu que o clube entrará com recurso para contar antes com o camisa 30. “Cabe ao Palmeiras entrar com recurso, com apelação. Faremos isso, para redução da pena, com objetivo de absolvição da Sociedade Esportiva Palmeiras. Foi uma total distorção de conceitos”, completou.

Com a punição de seis partidas, Felipe só pode entrar em campo na semifinal da Libertadores, caso o Palmeiras alcance a fase que reúne os quatro melhores. O volante já cumpriu um dos jogos da suspensão, ficando fora na derrota por 3 a 2 para o Jorge Wilstermann, que acabou acarretando a demissão de Eduardo Baptista.

O próximo compromisso do Verdão na competição é no dia 24 de maio, diante do Atlético Tucumán, no Palestra Itália. Com dez pontos, o time lidera o grupo 5 da competição, estando perto da classificação às oitavas de final. Os paulistas só ficam fora se perderem para os argentinos, além de o Wilstermann precisar vencer o Peñarol.

Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário