-

De onde vem as jogadas ensaiadas de Cuca no Verdão?


Falta na meia direita, próxima ao banco de reservas. Cuca pede que Jean saia da bola e dê lugar a Dudu e Zé Roberto. Em cinco toques, o Palmeiras abre o placar da vitória sobre o Atlético Tucumán. A jogada ensaiada de quarta-feira não foi novidade. O treinador já havia obtido sucesso com ela no título brasileiro (duas vezes), no Atlético-MG de 2011 e no Botafogo de 2008.

Tido por jogadores e dirigentes como um grande estrategista, Cuca dedica parcela importante de seus treinamentos à bola parada. O mesmo tempo que reserva a ensaios de posicionamento defensivo e ofensivo, ele gasta com repetições de jogadas para cobranças de falta, lateral e escanteio. A imprensa é liberada para assistir aos ensaios, desde que não os detalhe.

– Você vai ver como essa bola vai chegar nele no jogo – explicou, dia desses, para um dos responsáveis pelas cobranças no time.

A cada jogada trabalhada que resulta em gol, aumenta a confiança do elenco nesse tipo de ensaio. Um trabalho que começa longe do campo. Em sua sala na Academia de Futebol, Cuca costuma passar horas no YouTube buscando referências de jogadas ensaiadas, sobretudo no futebol sul-americano. Até a Segunda Divisão argentina já foi fonte de inspiração.

Em 2016, houve um jogo em que, apesar dos três pontos, ele deixou o vestiário como se tivesse perdido de goleada. Não se conformava com o fato de os atletas não terem colocado em prática nenhum lance ensaiado. Mais tarde, o Palmeiras desandou a fazer gols a partir dos mais variados tipos de bola parada, inclusive o arremesso lateral.

No entendimento de Cuca, que também gosta de criar variações próprias, é muito mais proveitoso passar uma ou duas horas se dedicando a jogadas ensaiadas do que utilizar as sessões de treinamento com o tradicional "dois toques".

Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário