-

Embalado, Verdão usa 2016 como lição para se dar bem na Libertadores


Um empate na Argentina contra o Atlético Tucumán e uma vitória em casa sobre o Jorge Wilstermann dão ao Palmeiras a liderança do Grupo 5 da Taça Libertadores da América. Apesar do bom momento em 2017, porém, o Verdão usa a campanha do ano passado no torneio continental COMO lição e aprendizado. Tudo para que os erros cometidos não se repitam agora com a equipe de Eduardo Baptista.

Em 2016, o time então comandado por Marcelo Oliveira abriu a terceira rodada da fase de grupos da Libertadores também na liderança da sua chave e com os mesmos quatro pontos – empatou com o modesto River Plate, no Uruguai e venceu duelo emocionante contra o Rosario Central, na arena. Mas foi nas derrotas para o Nacional, em São Paulo e em Montevidéu, que a equipe se complicou e, duas rodadas depois, encerrou de maneira prematura e inesperada a sua participação no torneio.

Nesta quarta-feira, o Verdão enfrenta o Peñarol em casa para manter embalo e escrever uma história diferente no torneio. Com a base campeã brasileira mantida e reforços importantes, o time palmeirense é apontado COMO um dos candidatos ao título sul-americano em 2017.

– A lição (que fica de 2016) é jogar o jogo. A torcida entendeu isso. Contra os bolivianos (Jorge Wilstermann) a torcida acreditou até o último momento e nos ajudou bastante. O grande diferencial vai ser a nossa torcida – declarou Edu Dracena, após a vitória por 3 a 0 sobre o Novorizontino, na última sexta-feira, pelas quartas de final do Paulistão.

– É não querer acelerar a bola toda hora, ter mais tranquilidade para cadenciar o jogo. Na hora certa, pressionar o adversário, COMO fizemos até quando estava 2 a 0 (contra o Novorizontino). Pressionamos lá na frente, roubamos a bola, fizemos com que eles errassem alguns passes. Isso faz uma diferença muito grande – acrescentou o zagueiro.

O Palmeiras tem passado com eficiência pelos primeiros desafios do ano. Em março, a tão comentada sequência difícil contra Tucumán, São Paulo, Jorge Wilstermann e Santos foi superada com aproveitamento quase perfeito (três vitórias e um empate). Agora o time de Eduardo Baptista terá pela frente as semifinais do Paulistão e a reta final da fase de grupo da Libertadores.

– Toda vez que temos grandes jogos correspondemos muito bem. Tivemos quatro jogos difíceis, com dois clássicos e Libertadores, e somamos muitos pontos. Desde o ano passado, quando tínhamos jogos difíceis, conseguíamos somar – disse o capitão Dudu.

Na sequência da Libertadores, o Palmeiras enfrenta o Peñarol, em Montevidéu (26 de abril), o Jorge Wilstermann, na Bolívia (3 de maio), e o Atlético Tucumán, na arena (24 de maio). O Verdão lidera o Grupo 5 com quatro pontos, seguido por uruguaios e bolivianos, empatados com três. A lanterna da chave está com os argentinos, com um ponto. As semifinais do Paulistão serão disputadas nos dias 16 e 23 de abril).
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário