-

Após empate, Baptista elogia ‘espírito’ do time na Libertadores


Mesmo atuando com um jogador a menos em boa parte do jogo (o zagueiro Vitor Hugo foi expulso ainda no primeiro tempo), o Palmeiras empatou por 1 a 1 com o Atlético Tucumán-ARG, fora de casa, pela estreia na Conmebol Libertadores Bridgestone. Com uma atuação segura e aguerrida, o técnico Eduardo Baptista mostrou-se satisfeito com a postura do Verdão em território argentino na rodada inaugural do torneio sul-americano.

"A gente sabe que Libertadores você faz a classificação em casa. Eu acho que com 11 teríamos melhores condições, criamos chances, mas levar um ponto aqui é de fundamental importância. Mais importante do que isso é a equipe entender o espírito, a equipe comprou a maneira de jogar da Libertadores. Tivemos serenidade e concentração para marcar e sair nos contra-ataques, que é o que restou para a gente", comentou.

O comandante quer, inclusive, que o Alviverde repita a boa apresentação desta quarta nas próximas partidas do clube em 2017. “O time comprou a ideia da Libertadores, sabíamos que na força ninguém ganharia da gente”, disse. “O Palmeiras tem uma equipe qualificada, jogadores de ponta. Hoje era a melhor equipe que tínhamos à disposição dentro do sistema que queríamos jogar. Mas, independentemente da equipe que joga, o espírito é esse. Hoje, o Palmeiras deu o exemplo para a torcida de como será o Palmeiras. No dia em que tecnicamente não conseguimos atingir os objetivos, temos de ter esta disposição, força na marcação... Esse é o espírito que tem de ser”, afirmou o treinador.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário