-

Antônio Carlos estreia como titular no Verdão e diz: 'Estou preparado'


O torcedor do Palmeiras encontrará uma novidade no time titular nesta quarta-feira, dia da partida contra o Mirassol, válida pela 10ª rodada do Campeonato Paulista. O zagueiro Antônio Carlos debutará pela primeira vez entre os 11 e demonstrou a confiança de quem tem atuado regularmente na equipe de Eduardo Baptista.

"Por estar estreando como titular, estou preparado. Vou fazer meu melhor para ajudar os meus companheiros. Para que quando os que foram para seleção, como Dudu, Mina, Guerra e Borja, a gente esteja ainda na primeira colocação. Temos que devolver na posição que eles deixaram", afirmou o zagueiro, que garante a manutenção do nível de primeiro colocado do Paulista.

"Todos estão trabalhando forte. Quem entrar vai dar conta do recado. Todos do grupo têm a confiança para isso. Quando acontecer, como neste jogo, de jogadores como eu vão estrear, todo mundo bem", discursou o camisa 25, que enxerga uma evolução pessoal desde desembarcar na Academia de Futebol.

"Aprendo muito. (...) Edu Dracena me ajudou muito em Tucumán. Mina e Vitor Hugo também; o Mina é mais rodadão, apesar de ser mais jovem, e jogador de seleção. Venho buscando aprender, converso um pouco com cada um. Isso me faz evoluir cada vez mais", acrescentou.

Antônio Carlos possui uma partida oficial com a camisa alviverde. O zagueiro atuou no empate por 1 a 1 com o Atlético Tucumán-ARG. O camisa 25 entrou durante o primeiro tempo na vaga de Michel Bastos para recompor o setor defensivo, desfalcado com a expulsão de Vitor Hugo.

Contra os argentinos, o defensor de 24 anos teve atuação elogiada por Eduardo Baptista, especialmente pelo desempenho na bola aérea defensiva. Para recompensar as palavras de incentivo, Antônio Carlos tratou de retribuir ao apontar o comandante como fundamental para manter o grupo todo motivado, principalmente os reservas.

"Depois de um jogo, os jogadores que atuaram como titular ficam lá na academia. O professor [Eduardo Baptista] chama a gente e fala do que cada um precisa mostrar para ter a oportunidade, então é isso o que acontece", explicou o zagueiro palmeirense.

"Quando o jogador que está no banco é bem treinado e bem preparado, ele estará bem preparado no jogo. Por exemplo o Fabiano, que voltou de uma lesão, pegou um clássico e foi muito bem. O trabalho do professor é muito importante para isso", sentenciou.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário