-

Dudu diz que não imaginava erguer a taça e fala em tatuagem do título


Se nada der errado, a imagem de Dudu erguendo a taça de campeão do Brasileirão de 2016 ficará eternizada na memória do torcedor do Palmeiras - basta um empate contra a Chapecoense, domingo, no Allianz Parque. Essa cena pode ficar marcada, também, na pele do jogador. Fã de tatuagens, ele disse nesta quinta-feira que pensa em fazer uma relacionada ao título.

- Isso aí depois a gente vai pensar, vamos caçar um lugar aqui no corpo para fazer (risos). Mas vamos ver, vamos ver - disse o camisa 7, que tem o corpo repleto de tatuagens.

Cuca transformou Dudu em capitão na última rodada do primeiro turno, contra o Vitória. Já são 17 jogos do atacante com a faixa no braço, algo que ele não esperava que fosse acontecer.

- Nunca imaginei. Estou muito feliz por isso, por ser privilegiado. É uma coisa que entra para a história do clube, só duas pessoas fizeram isso (erguer a taça do Brasileirão) e eu posso ser a terceira pessoa. Mas tranquilo, estou bem focado. Temos grande possibilidades de terminar domingo, temos nosso objetivo e vamos lutar por isso - disse o jogador.

As duas pessoas citadas por Dudu são os ex-volantes Dudu, capitão nos títulos de 1972 e 1973, e César Sampaio, capitão em 1993 e 1994. São os títulos do Verdão depois de 1971, ano da primeira edição do atual Brasileirão. Antes disso, o Palmeiras já havia conquistado duas vezes a Taça Brasil e outras duas vezes o Torneio Roberto Gomes Pedrosa.

- A gente fica feliz, sabendo que tem muitos líderes no grupo, pessoas mais velhas que poderiam ser capitães, foram em outras equipes. Tive esse privilégio de ser capitão aqui. Agradeço ao Cuca, ao Alexandre, ao presidente e ao grupo, que confia em mim e me dá todo o respaldo para eu ser capitão - concluiu Dudu.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário