-

Cuca pede ‘jogo de inteligência’ e mantém indefinição sobre goleiro do clássico


Líder isolado do Campeonato Brasileiro com 67 pontos conquistados, o Palmeiras tem mais um importante duelo neste sábado, às 19h30, diante do Santos, no estádio Vila Belmiro. Na busca pelo título da competição, o técnico Cuca prevê mais uma ‘final’ diante do rival no litoral paulista, mas lembra que o encontro com os alvinegros não definirá o Nacional, independentemente do resultado final.

“Quem está seis pontos à frente não consegue ver grande vantagem porque tem respeito e precaução, já quem está atrás vê uma vantagem grande. Hoje, Flamengo e Atlético-MG estão brigando entre eles para depois mirar o Palmeiras. Um pode passar o outro, um pode deixar o outro para trás... Hoje, eles estão mais ali na luta deles do que propriamente nos mirando. Mas, se a rodada for ruim, tudo fica apertado. É um jogo decisivo? É um jogo decisivo, mas é um jogo de inteligência. Aconteça o que acontecer na Vila, o Palmeiras não será campeão e também não perderá o primeiro lugar. Temos de jogar com naturalidade”, comentou.

Apesar de jogar fora de seus domínios, o comandante quer um Verdão forte em busca de mais um triunfo no Brasileirão. “Se trouxermos um empate da Vila, neste momento, não é ruim. Mas, quem joga para empatar, tem grande risco de perder. O Santos é um time técnico, que tem uma movimentação intensa e que jogará em casa com a sua torcida. É um grande fator positivo, e nós enfrentaremos todas essas dificuldades em busca da vitória”, declarou o palmeirense, que vê o grupo palestrino muito empenhado pela taça do torneio.

“Temos de somar pontos. Hoje nós temos consciência de que é ruim o Palmeiras ficar em segundo lugar, um time que ficou muitas rodadas na liderança. Temos de saber lidar com essa pressão, mas não trazer para dentro da gente. Não podemos perder horas de sono, talvez uma horinha só. Somos profissionais e estamos representando uma torcida que não ganha há 22 anos (o Brasileiro), se eles (jogadores) ganharem entrarão para a história. Então estão amadurecendo essa situação”, afirmou.

Por fim, Cuca ainda manteve o mistério com relação ao goleiro que atuará como titular diante do Santos, no lugar do suspenso Jailson. “Nós trabalhamos bem durante a semana toda. Sabíamos que em um momento não poderíamos contar com o Jailson porque ele tinha dois cartões, e acabou tomando o terceiro contra o Sport. O Vinicius está bem trabalhado, o Vagner está bem trabalhado... O Vagner jogou três partidas, e nós estávamos em um momento ruim, o nosso pior momento no campeonato. Automaticamente, ele não foi bem, assim como todo o time. O Vinicius é um menino que está despontando e tem confiança. Eu já defini, mas deixarei para falar mais em cima do jogo”, explicou o treinador.
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário