-

Cuca fala sobre imbróglio com Lucas Barrios


Uma entrevista do técnico Cuca na noite da última segunda-feira gerou um imbróglio no líder Palmeiras. A notícia de uma possível saída do atacante paraguaio Lucas Barrios ganhou força depois que o técnico citou falta de “foco” do jogador. A resposta de Barrios veio na mesma noite, nas redes sociais. Nesta terça, no Seleção SporTV, o paraguaio admitiu estar insatisfeito com as palavras do treinador, que logo em seguida, no programa, explicou o que aconteceu. Ao final, Cuca garantiu querer contar com o atacante no elenco, mas ressaltou que no esquema atual Barrios não tem vaga no time titular.

- Dei a entrevista ontem em uma pizzaria para o Elia Júnior (da Rádio Bandeirantes), e dei uma entrevista bem natural, normal e longa. Num certo momento entrou o tema "Lucas Barrios" e eu, em momento algum, disse que o jogador é descompromissado, até porque ele é muito compromissado, um baita profissional, cumpre todos os horários e está sempre, mesmo no time reserva, treinando com afinco. E não é fácil você treinar no reserva, servir de sparing. Não tenho queixa nenhuma dele e já falei isso para ele. Converso sempre com ele. Quarta ou quinta passada a gente conversou e até em cima dessa conversa acabei não levando ele na relação contra o Cruzeiro, respeitei a opinião que ele externou de no momento não estar feliz. Passei para o (Alexandre) Mattos, mas sempre falei para ele que quero contar com ele, que não empresto ele para time nenhum brasileiro porque sei que se for vai jogar bem, é um bom jogador. Ele começou como meu titular contra o Atlético-PR, infelizmente machucou e ficou fora sete ou oito jornadas, e ele voltou e teve a lesão de volta. É um jogador grande, tem muita musculatura e, quando tem alguma lesão, um jogador assim demora um pouquinho mais. Mas não tenho queixa nenhuma dele, pelo contrário. Talvez ele tenha interpretado mal quando falei que quero o compromisso dele comigo, Cuca. Quero que o jogador olhe no meu olho diga “quero ficar, que lutar por uma posição, quero jogar”.

Cuca explicou também a decisão de deixar Barrios de fora do jogo contra o Cruzeiro, no último sábado. O técnico afirmou que uma conversa com o paraguaio culminou na sua ausência, já que este não estaria focado na partida.

- Na quinta, falei que queria contar com ele, mas ele manifestou que não estava com gosto (de jogar). O cara que está machucado não se sente útil. O Barris sempre foi titular em todos os times que passou e fez gols. Ele é um marcador, um jogador diferenciado em termos de conclusão de jogada. Um tempo atrás, inclusive, tinha relacionado ele para uma partida e depois acabamos tirando por causa de uma conversa que eu time com o Omar (Feitosa), com o Altamiro (Bottino), fisiologista e preparador físico. A gente concluiu: se leva o Lucas Barrios para esse jogo, ele perde hoje, amanhã e depois de amanhã de treino, três dias. A gente pode dar uma sequência de treinamento nele, aperfeiçoar isso para ele estar numa melhor condição para o próximo jogo. Foi em cima disso que dirigiu a coisa, não para prejudicar o jogador, até porque é um jogador que conto (...).

Sobre tal partida em que Barrios foi relacionado e depois retirado da lista, Cuca garantiu que o motivo foi explicado claramente. Antes da partida com o América-MG, no último dia 21, a comissão técnica decidiu que o jogador deveria seguir fora para melhorar a condição técnica na volta da lesão.

- O Omar procurou ele e foi muito claro. Disse que tinha ele e outro jogador (para serem escolhidos) e que (o outro) foi escolhido pela preparação física para ele dar uma aprimorada na parte técnica. O jogador, quando sai da transição, vai para a parte técnica. Ele não está pronto ainda para o jogo, está pronto física e clinicamente, mas ele vai entrar na parte técnica com os trabalhos em campo reduzido. Se o Barrios está triste hoje, ele tem os motivos deles e a gente tem que compreender. Mas vai estar feliz amanhã ou depois, porque ele faz parte dos meus planos. Na quinta-feira (contra o Figueirense), ele vai estar à disposição. Vamos ver se dentro do que o jogo peça se ele pode ser encaixado também e a gente ficar fortalecido. Às vezes é bom dar uma mexidinha na água, água parada não faz muito bem não. (A lista de relacionados) tem o nome do Barrios e não foi por isso que ocorreu, já estava dentro processo. É um jogador importante para nós.

Ao concluir, Cuca destacou que Lucas Barrios é “essencial” ao grupo alviverde, ao mesmo tempo em que admitiu que hoje o jogador não tem vaga no time titular, já que o time está encaixado num esquema sem centroavante.

- Vai brigar por uma vaga. Hoje o time está encaixado sem o centroavante. O Barrios é um cara muito inteligente, sabe que hoje o time tem um encaixe e sem essa função fixa do centroavante. Mas a gente tem que ter outras alternativas no próprio jogo. Ele, em uma condição boa, é essencial para nós.

Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário