-

Mina firma vínculo por cinco anos e se encanta com o Allianz Parque


O zagueiro Yerry Mina assinou nesta quarta-feira (11) contrato com o Palmeiras por cinco temporadas – até a metade de 2021. Na terça (10), quando o atleta passou o dia resolvendo burocracias trabalhistas, o colombiano conheceu o Allianz Parque e se encantou.

“É um lindo estádio. Com os torcedores empurrando a equipe, os companheiros e a mim, será algo indescritível. Será um orgulho para mim jogar aqui”, disse o defensor, que, em uma atitude de respeito, tirou os tênis antes de pisar no gramado e brincar com uma bola.

Mina ainda cumprirá o seu contrato com o Independiente Santa Fe-COL e deve voltar definitivamente em junho. Por ora, no entanto, o jogador enalteceu o acerto com o Verdão.

“Primeiro, tenho de honrar e glorificar a Deus por me colocar aqui. E agradecer também o corpo técnico, o presidente e os companheiros por confiarem em mim. Quando veio a proposta, não pensei muito porque sei a grande equipe que é o Palmeiras, a característica vencedora que tem, os jogadores bons e competitivos que sempre estão brigando por títulos. Por todas essas coisas eu decidi vir para cá e só tenho de agradecer por essa nova oportunidade”, afirmou.

Campeão da Copa Sul-Americana em 2015 pela equipe colombiana, o zagueiro gosta de comemorar seus gols com uma dança típica, o ‘dougie’. “A dança, mais que tudo, é do meu povo, se chama dougie. Como às vezes faz o Armero, eu também faço (risos). Espero converter muitos gols e celebrar com ela”, expôs Mina, ansioso para começar a escrever seu nome na história do clube.

“A ideia é conquistar títulos. Sempre me levanto pensando nisso, em ser campeão, em ganhar mais e ir adiante. Esperamos dar tudo em campo e ganhar Libertadores e Brasileiros e tudo o que tiver pela frente”, finalizou.

Mina será o sexto colombiano a vestir a camisa do Palmeiras
Antes de Mina, os colombianos do Alviverde foram Rincón (1994, 1996 e 1997), Lozano (1995), Asprilla (1999-2000), Muñoz (2001, 2002, 2003, 2004, 2006 e 2007) e Pablo Armero (2009 e 2010).
“Eu sei o legado deles aqui e acompanhei, sobretudo, a trajetória do Pablo Armero. Agora eu tenho de fazer as coisas bem, sair campeão e fazer uma história aqui. É isso o que eu quero”.



Fonte: SiteOficial
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário