-

Cuca conversa com Jesus sobre Seleção e pede foco no Palmeiras


O técnico Dunga cortou nesta terça-feira os lesionados Rafinha Alcântara e Ederson da Seleção Brasileira, que disputará a Copa América Centenário, nos Estados Unidos, em junho. Para o lugar do goleiro, foi chamado Marcelo Grohe, do Grêmio, enquanto Lucas, do Paris Saint Germain, ocupará a vaga do meia-atacante, contrariando a expectativa de que o palmeirense Gabriel Jesus fosse convocado pela primeira vez ao time principal do Brasil.

No último sábado, o treinador da Seleção criticou publicamente os jogadores que não estavam com a documentação pronta para uma eventual viagem ao país norte-americano, já que em caso de corte Dunga seria obrigado a recorrer a um dos 40 nomes da pré-lista de convocados. Nos bastidores, o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi, confirmou a jornalistas que Gabriel Jesus era um desses atletas mencionados por Dunga.

Questionado sobre a reação do atacante de 19 anos ao saber que não tinha sido convocado para o lugar de Rafinha, o técnico do Palmeiras, Cuca, revelou uma conversa com o jogador e disse que sua convocação é “uma questão de tempo”.

“Agora pouco estava conversando com ele”, declarou o treinador em entrevista coletiva concedida na tarde desta terça-feira, na Academia de Futebol. “Ficou uma coisa meio assim, né. A gente não tem muito conhecimento da causa, eu sei que ele era um pré-convocado entre os 40, e infelizmente não foi providenciado o visto e quando foi pedido era feriado, então já não tinha como tirar o visto”, lamentou, referindo-se à documentação necessária para Jesus viajar aos Estados Unidos.

“Era uma questão de emergência na Seleção, então foi levado outro (Lucas, do PSG). Se ele foi pré-convocado em cima disso, não vai ser o visto que vai tirar essa convocação dele”, acrescentou, pedindo ao atacante foco no próximo adversário do Verdão no Campeonato Brasileiro.

“Agora ele tem que estar focado no Palmeiras, nesse jogo do Grêmio, fazer esse jogo da melhor forma possível e depois deixar que as coisas ocorram naturalmente, tudo tem seu tempo, as coisas se encaixam. Se não foi pra já, é uma questão de tempo, porque ele é bom jogador, merecedor de ser chamado pra Seleção e daqui a pouquinho ele vai“, apontou o comandante alviverde.

Cuca ainda relativizou a não convocação do camisa 33, que está confirmado entre os titulares no time que enfrentará o Tricolor Gaúcho na quinta-feira, no Pacaembu. “Pro Palmeiras tem o lado bom que ele fica, mas pro Palmeiras também é bom que ele vá servir à Seleção. Eu sempre ajudei o Felipão nos outros anos, o que eu puder ajudar o Dunga hoje ou amanhã quem quer que seja – sem me prejudicar é lógico -, mas sempre servindo a nossa pátria. E que a gente possa pôr mais jogadores lá. É sinal que o nosso trabalho está indo bem”, concluiu.



Fonte: Gazeta Esportiva
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário