-

Cuca pede ‘jogo de inteligência’ e lamenta torcida única na Vila: ‘Muda muito’


A dois dias de decidir o futuro no Campeonato Paulista desta temporada, o experiente técnico Cuca tem a receita exata para o Palmeiras superar o Santos, neste domingo (24), às 16h, na Vila Belmiro, pela semifinal do Estadual. O comandante palestrino quer uma equipe longe de provocações e equilibrada dentro das quatro linhas para vencer o rival, principalmente por ser um confronto na casa do adversário e com torcida única.

“É um jogo importante de caráter decisivo, de equilíbrio e de motivação, mas com limites. Dentro das regras do futebol e nada mais do que isso, senão ultrapassa o caminho do esporte e a gente acaba se prejudicando. Da nossa parte, o time precisa estar motivado e com equilíbrio, é o que a gente busca. Já perdemos jogadores em outras partidas por causa de expulsão e tiramos lições para não acontecer mais”, comentou.

O treinador, inclusive, conta com a força do Verdão em partidas decisivas para sair classificado do litoral paulista. “A gente tem evoluído na diminuição dos espaços, e o Palmeiras cresce em jogos grandes. O Palmeiras, em clássicos, tem crescido bastante e é nisso que a gente acredita. Lógico que, para ter jogadas de gols, tem de ocorrer os erros de um ou de outro, mas temos de fazer um jogo de inteligência para fazermos um placar favorável”, afirmou o palmeirense, que usou como exemplo a vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, no dia 03 de abril, no Pacaembu, também pelo Paulistão.

“A gente estava em um momento pior do que hoje e iriamos jogar contra o Corinthians, e eu disse que o clássico poderia fazer as coisas ficarem iguais. Claro que, naquela vez, nós tínhamos o mando de campo e fizemos tudo certo na partida. Para vencer na Vila, nós temos de ser ainda mais precisos do que fomos naquele domingo. O Santos, principalmente na Vila, é muito forte e sabe jogar. Eles têm jogadas com bola parada e um trabalho muito bem feito pelo Dorival. Além da parte tática, eles têm a parte individual também, que pode decidir a partida”, avaliou.

Já sobre a escalação do time alviverde, Cuca manteve o mistério. “Perdermos o Allione e o Dudu, mas temos opções para recompor. São jogadores de velocidade que a gente perde. Com três volantes, a gente fortalece o meio, e trabalhar com o Zé Roberto pelo lado fortalece o lado, assim como fizemos contra o Corinthians. São situações, mas não treinamos somente isso, tivemos outras formações também. Por isso não definimos o time ainda”, explicou o técnico.

Por fim, o treinador também discursou sobre a ausência dos palmeirenses nas arquibancadas da Vila Belmiro no jogo deste final de semana, já que a FPF (Federação Paulista de Futebol) determinou que todos os clássicos disputados no estado de São Paulo terão de ser realizados somente com a torcida mandante para evitar brigas nas partes externa e interna dos estádios.

“Muda muito. Você jogar ao lado do teu torcedor é sempre importante, mas temos de entender que pode ser benéfico para nós também. Estamos ainda mais fechados em torno de uma competitividade que teremos de um estádio todo, uma pressão maior. Temos de estar preparados para isso também. O Palmeiras tem a sua grandeza e não vai à Vila só para se defender, iremos para vencer e conseguir a classificação”, finalizou.



Fonte: Site Oficial 
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário