-

Prass acha injusta demissão de Marcelo e diz que grupo se sente responsável


Um dia depois da dolorosa derrota para o Nacional-URU, em pleno Allianz Parque, o Palmeiras se reuniu para trabalhar de uma maneira diferente. Tudo porque, logo após o resultado da partida, a diretoria tomou a decisão de demitir o técnico Marcelo Oliveira do comando.

Em entrevista à ESPN Brasil, o goleiro e ídolo Fernando Prass tomou as rédeas da situação para falar pelo grupo a respeito do sentimento nutrido pelo agora ex-treinador:

"É triste, porque ele faz parte do grupo, não tem como, a gente sabe que ele só foi demitido porque nosso rendimento em campo não estava satisfatório. Em relação a resultado e em relação a desempenho. É frustrante para o jogador quando ele se sente responsabilizado e responsável pela demissão de um profissional como o Marcelo", admitiu.

Apesar dessas palavras, o arqueiro demonstrou discordar da posição da diretoria e falou até que o time vinha numa crescente:

"Acho que, querendo ou não, nesses últimos jogos a gente apresentou uma evolução. Pelo que eu vi era uma situação que já vinha sendo analisada há mais tempo. Porque eu nitidamente acho que a gente teve uma evolução boa nesses últimos jogos, mas infelizmente o futebol é muito imediatista, se trabalha em cima de rendimento e resultado. O Palmeiras montou um grupo muito forte, investiu, e pelo o que o Mattos falou, a coisa não está correndo ao agrado deles (diretoria)", opinou o veterano.


Nenhum nome foi anunciado até o momento. Desde que Marcelo Oliveira foi desligado, muito se falou apenas em um favorito: Cuca. O Verdão deverá anunciar e apresentar o novo treinador nos próximos dias, uma vez que na semana que vem já tem duelo pela Copa Libertadores.



Fonte: 90min
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário