-

Nobre elogia Cuca, mas desconversa: "Se acertou, não passou por mim"


Internamente o otimismo é grande, mas a contratação de Cuca ainda não foi concretizada pelo Palmeiras. Pelo menos é o que afirmou o presidente Paulo Nobre, na reunião do Conselho Técnico da Confederação Brasileira de Futebol nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro.

Questionado sobre o provável substituto de Marcelo Oliveira, demitido na última quarta-feira após a derrota por 2 a 1 para o Nacional, do Uruguai, o dirigente elogiou Cuca, mas declarou que a diretoria alviverde trabalha com calma neste momento.

– (Se Cuca acertou) Não passou por mim. Vamos agir sem pressa. O Valentim tem nosso confiança, é membro da comissão permanente, já assumiu o time várias vezes. Estive aqui no Rio de Janeiro o dia inteiro, o Alexandre (Mattos) estava cuidando desse assunto e agora vou checar com ele – afirmou Paulo Nobre, elogiando o trabalho de Alberto Valentim, interino que deve comandar o time no clássico de domingo contra o São Paulo.

– O Cuca é um grande técnico. Fez grandes trabalhos em várias equipes, é pretendido por vários times, e já o conheço porque foi jogador do Palmeiras há décadas – completou.

Preferido dos palmeirenses para assumir o comando da equipe, Cuca discute termos com a diretoria desde a manhã desta quinta-feira. O otimismo a respeito de um desfecho positivo tem aumentado no clube, e a expectativa é que o anúncio seja oficializado até sexta-feira.

Cuca é uma sombra no dia a dia da Academia de Futebol desde 2015, quando ele foi considerado como possível sucessor de Oswaldo de Oliveira, em junho. No fim do ano passado, a queda de rendimento da equipe alviverde no segundo turno do Campeonato Brasileiro fez com que o trabalho de Marcelo Oliveira fosse questionado. O título da Copa do Brasil, porém, deu força ao treinador e afastou a pressão no Palmeiras.

Após ser perguntado sobre o perfil do novo técnico, Nobre desconversou mais uma vez e elogiou o elenco. Na visão dele, o desempenho da equipe nesta temporada foi o que motivou a demissão de Marcelo Oliveira.

– O elenco é para o Palmeiras e para qualquer técnico que vier. O Marcelo é um baita técnico. É indiscutível. Como também é indiscutível que o time não vinha rendendo. Todos são responsáveis. Não se pode colocar só uma pessoa. Tem jogadores, diretoria, todo mundo – disse presidente do Verdão.

– Foram 13 partidas e não vimos evolução. Não mostrou padrão tático – completou.




Fonte: Globo Esporte
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário