-

Elenco retorna ao Brasil, e Prass pede reação imediata ao time


O Palmeiras tem vivido uma rotina de altos e baixos. No prazo de três semanas, a equipe acumulou vitórias empolgantes e derrotas decepcionantes, que criaram um ponto de interrogação para a torcida. Após novo tropeço no Uruguai, onde o Verdão perdeu por 1 a 0 para o Nacional, o goleiro Fernando Prass pediu o fim da instabilidade ao retornar ao Brasil.

No desembarque da delegação alviverde, ele foi o único a falar com a imprensa. O elenco passou rapidamente pelo saguão do aeroporto de Guarulhos e embarcou no ônibus que já aguardava o time no local.

– A gente veio de uma oscilação. Vencemos o Rosario, perdemos para o Nacional em casa, depois vencemos o clássico bem por 2 a 0, agora perdemos para o Nacional. O que falta é uma constância de resultados ao longo da competição e também dentro das partidas. Temos de trabalhar para ter um padrão de atuação num nível bom – analisou Prass.

– Temos alternado muito, dentro das partidas, momentos bons e ruins. Isso que o Cuca vai ter de tentar trabalhar para corrigir. Esperamos que no mais breve espaço de tempo consigamos crescer nessa situação.

A derrota em Montevidéu marcou a estreia do técnico Cuca à frente do Palmeiras. Agora, o Verdão terá duas semanas e meia de trabalho, com jogos pelo Campeonato Paulista, antes de voltar a campo pela Libertadores. O confronto com o Rosario Central está marcado para o dia 6 de abril, na Argentina.

– Dependemos única e exclusivamente da gente. Se dependêssemos de resultados paralelos, ia complicar. Uma vitória em Rosario nos coloca totalmente na briga de novo. As pessoas vão dizer que é difícil, e é difícil. Como é difícil ganhar o clássico do São Paulo, vencer a Copa do Brasil. Óbvio que o adversário tem qualidade, mas no nosso grupo já deu para perceber que o equilíbrio é muito grande. Temos um tempo a mais, é bom para a gente, até porque teve essa troca de comando – argumentou o goleiro.



Fonte: Globo Esporte
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário