-

Torneio no Uruguai serve para Verdão definir logística da Libertadores


Os jogadores do Palmeiras já chegaram ao Uruguai falando em sentir o “clima de Libertadores”, e a diretoria até acertou a logística. A ambientação para o principal torneio do time neste semestre fez com que a competição amistosa em Montevidéu fosse útil para as passagens que a equipe ainda fará pelo país nas próximas semanas.

“Pudemos entender a logística. Já vamos ficar no mesmo hotel, por exemplo”, relatou o gerente de futebol Cícero Souza à ESPN. “Já temos uma ambientação de Libertadores. Experimentamos o que vamos encontrar”, prosseguiu o dirigente.

O Palmeiras voltará a Montevidéu, ao menos, uma vez. Em 17 de março, visita o Nacional, coincidentemente o mesmo adversário deste sábado, pela decisão da Copa Antel, nome da competição amistosa que os clubes disputam nesta semana.

Existe a possibilidade de retornar ao Uruguai já para a estreia da Libertadores, no dia 16. A definição, contudo, sairá do confronto entre o River Plate de Montevidéu e a Universidad de Chile pela fase preliminar da Libertadores. O River Plate uruguaio foi goleado pelos reservas do Palmeiras em jogo-treino nessa quinta-feira.

De qualquer forma, a disputa amistosa no Uruguai já trouxe vantagens, independentemente do troféu que pode ser levantado neste fim de semana. A vitória diante do paraguaio Libertad, na última quarta-feira, e o duelo contra o Nacional já são exaltados.

“O componente mais diferente da Libertadores é a relação que os adversários têm com os árbitros. Eles conversam na mesma língua, e somos o único país que não fala espanhol. Entender essa relação é essencial”, disse Cícero Souza. “O estilo de jogo também é diferente. O jogo é mais corrido, pegado, aproxima-se muito ao estilo gaúcho”, continuou.



Fonte: Gazeta Esportiva
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário