-

Feliz por ficar, Rafael Marques só lamenta negociação iniciada tarde


Nesta quarta-feira, Rafael Marques deu sua primeira entrevista coletiva desde a ampliação de seu contrato por mais duas temporadas com o Palmeiras. O atacante, que passou os últimos meses de 2015 evitando declarações exatamente por conta das negociações, só lamenta o fato de a diretoria ter iniciado as conversas tardiamente.

“A demora me incomodou muito porque tenho família. Minha esposa e minha filha moram no Rio de Janeiro e o meu objetivo era trazê-las para morar aqui comigo, só que não tinha como fazer nada com essa indefinição. Com certeza, eu não voltaria para a China, mas não sabia para onde iria. Atrapalhou o meu projeto de vida. Fui bem o ano todo e começaram a negociação nos acréscimos, em dezembro mesmo, no último mês”, falou o jogador de 32 anos.

“No fim do ano passado, procurei focar muito na Copa do Brasil. Não tinha como pensar em outra situação, até mesmo na minha. Pensei no Palmeiras e deu certo com o título. Mas, depois, fiquei bastante ansioso porque não sabia o que podia acontecer. Foi um transtorno até o final. Eu não conseguia dormir pensando se resolveria logo ou não. O pessoal se apresentou no dia 6 e eu não estava junto, o que tornou a última semana mais tensa ainda”, prosseguiu o atacante.

Rafael Marques fez 15 gols no ano passado, ficando só um atrás de Dudu na artilharia do time na temporada, mesmo sendo reserva a maior parte do tempo. O atacante estava emprestado pelo Henan Jianye até 31 de dezembro e não aceitava voltar à China. Acompanhou de Araraquara os colegas se reapresentando enquanto o Palmeiras se negava a pagar US$ 1,5 milhão (cerca de R$ 6 milhões) ao time asiático. O negócio foi resolvido apenas quando o jogador abriu mão de valores que tinha a receber.

“Desde a minha primeira coletiva no Palmeiras, deixei bem claro que queria ficar. Se eu conseguisse mostrar meu valor, fazer o meu trabalho em campo e visse título, era meio caminho andado. Eu queria mudar a imagem que deixei em 2004 e consegui. Não era justo chegar onde cheguei e deixar de mão beijada, como aconteceu no Botafogo, quando outras pessoas barraram o meu objetivo”, disse Rafael, lembrando que acabou negociado com o futebol chinês no fim de 2013, logo após conquistar com a equipe carioca uma vaga na Libertadores.

“Agora estou feliz demais, realizando o sonho que eu tinha desde quando voltei ao Brasil em 2012: disputar a Libertadores jogando em alto nível, podendo chegar ao título. Não foi agradável, mas consegui ficar um ano na China e, hoje, o Palmeiras me dá condições de brigar pelos meus objetivos. Espero permanecer no Palmeiras por muito mais do que esses dois anos de contrato”, declarou Rafael Marques.




Fonte: Gazeta Esportiva
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário