-

Vizinho da arena, Vitor Hugo lembra insônia na sacada após primeiro título


"Palmeiras, meu Palmeiras, meu Palmeiras". Na cabeça de Vitor Hugo, o hino nacional com a letra adaptada pela torcida alviverde ainda ecoava nos arredores da arena horas depois da decisão da Copa do Brasil, contra o Santos, na madrugada do último dia 3. Ao voltar para casa com a medalha, o zagueiro passou parte da madrugada na sacada, que tem vista para o campo, lembrando cada emoção que havia vivido ali embaixo.

– Tudo isso é um sonho que se tornou realidade. Mas ainda me sinto sonhando. De quarta para quinta, eu não dormi. Fiquei na varanda. Dá para ver o estádio bem grande. Fiquei olhando e relembrando o que se passou – contou ao GloboEsporte.com.

Muita coisa se passou naquela noite de quarta-feira. Um gol do Santos (depois de dois marcados por Dudu) a poucos minutos do apito final adiou o título por alguns minutos. Na disputa de pênaltis, o goleiro Fernando Prass viu uma bola subir, defendeu outra e converteu a cobrança decisiva para o título. O primeiro da carreira de Vitor Hugo.

Contratado pelo Palmeiras no início de 2015, depois de disputar a Série B do Campeonato Brasileiro pelo América-MG, o defensor superou desconfianças, se firmou no time titular, fez gols e estendeu seu vínculo até o final de 2020. Uma temporada que, afirma, não poderia terminar sem uma conquista. Ele diz que o troféu da Copa do Brasil é a retribuição ao apoio dos torcedores durante todo o ano e, especialmente, no jogo mais importante – muitos sem ingresso acompanharam a final fora do estádio.

– Sabemos que representamos cada um que estava lá, sem falar nos que não entraram. Vi depois a festa do pessoal que estava fora do estádio. Nossa... Imagine nas outras cidades. É muita gente, muito bom. Na hora do hino, quando eles cantam "Meu Palmeiras", arrepiou dos pés até a cabeça. Não tinha como sair de lá sem o título.

– Encerrei com chave de ouro. Foi uma temporada praticamente perfeita. Consegui todos meus objetivos, tudo o que eu prometi eu busquei. Renovei e fiz um contrato longo com um clube gigante como é o Palmeiras. Conquistei um título nacional. Espero que seja o primeiro de muitos – festejou Vitor Hugo, que vai estender a comemoração com os familiares nas férias, em sua cidade natal.

– Todo o mundo estava lá na arena. Quando acabou o jogo, fui comemorar com a torcida e os encontrei por lá. O segurança não queria deixar entrar em campo. Chamei todo mundo para dentro. Meu tio começou a rolar na grama. Guaraci está em festa. A região de Londrina vai ficar pequena, tem muita gente querendo me ver (risos).



Fonte: Globo Esporte
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário