-

Planos de 2016 envolvem viagens na pré-temporada e fim das obras no CT


Mesmo com alguns dias para o final do ano, o Palmeiras já começa a projetar a temporada de 2016. Campeão da Copa do Brasil, o foco agora se volta para a disputa da Copa Libertadores. Para chegar bem na maior competição do continente – que o Verdão não participa desde 2013 – e manter a competitividade durante a temporada, o plano é investir na preparação. Além de um torneio amistoso na pré-temporada, o clube pretende finalizar as obras na Academia de Futebol.

Assim como em janeiro deste ano, quando passou alguns dias em Itu (SP), a equipe, que se reapresentará no início de janeiro, irá à cidade do interior para intensificar o período de treinos. Do dia 20 ao dia 23, o Palmeiras disputará um torneio quadrangular no Uruguai ao lado de Libertad, do Paraguai, e dos anfitriões Peñarol e Nacional. Antes da estreia no Paulistão, contra o Botafogo, o elenco finalizará a preparação no CT, que promete estar repaginado em 2016.

“Queremos finalizar o nosso hotel, com 34 apartamentos pessoais aqui na Academia, além do restaurante. Também queremos trazer mais uns equipamentos de fisioterapia que são usados na NBA. Também queremos montar as análises de desempenho da base, melhorar nossos campos de treinos , e melhorar o relacionamento com a WTorre para melhorar a qualidade do gramado onde a gente joga”, pontuou Cícero Souza, gerente de futebol, em entrevista à Web Rádio Verdão na última quinta.

Dividindo com o diretor de futebol Alexandre Mattos e com o restante da diretoria a responsabilidade sobre os assuntos do futebol, Cícero afirmou que um dos principais objetivos do trabalho é a briga pela Copa Libertadores, torneio que o clube conquistou pela última vez em 1999. Otimista com relação às perspectivas no último mandato de Paulo Nobre, o dirigente até recusou um convite recente para trabalhar no Flamengo na próxima temporada.

Além de a competição envolver um projeto de grupo, é também uma desejo pessoal de Cícero. “A Libertadores é uma ambição gigante de cada um que está aqui. Falta a Libertadores para um monte de profissional aqui. Eu fui vice em 2007 (com o Grêmio), em 2009 eu fui terceiro (com o Cruzeiro). Preciso ser campeão”, reforçou. “O Robinho precisa, o Dudu precisa, o Zé Roberto precisa… Esse é o planejamento, o nosso sentimento é fazer de tudo para conquistar a Libertadores”, acrescentou.



Fonte: Gazeta Esportiva
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário