-

Fora do Verdão, Victor Ramos aponta desentendimento com Marcelo


Anunciado no Palmeiras em janeiro, o zagueiro Victor Ramos foi o quarto reforço de uma série de 25 jogadores que chegaram ao clube em 2015. O período de um ano, no entanto, foi menos proveitoso para o defensor, que não quis renovar contrato com o Verdão para a próxima temporada alegando problemas internos com o técnico Marcelo Oliveira.

Em entrevista à Rádio Globo nesta quarta-feira, Victor Ramos deixou claro que pediu para não ser relacionado em diversos jogos por não querer ficar no banco de reservas. Questionado sobre as poucas oportunidades que recebeu após o confronto com o Fluminense, pela ida da semifinal da Copa do Brasil, o jogador explicou que discordou da postura do treinador em tirá-lo do time titular. Na ocasião da partida, o zagueiro foi substituído por Jackson ainda no intervalo.

“Aconteceu com o treinador. Sempre respeitei a opinião dele, mas não tinha motivos para ficar na reserva”, explicou. “Em algumas partidas falava para ele não me relacionar, a maioria das partidas que fiquei de fora eu não fui por causa disso. Se não fosse para me levar para o jogo, nem para o banco eu queria ir. “

“Ele não estava me aproveitando, então conversei com ele. Eu estava jogando bem, fazendo gols importantes… eu também tinha uma opção e não queria ir no banco”, continuou.

O desgaste ficou ainda mais explícito na final da Copa do Brasil. Dias antes, Victor Ramos pediu para ser dispensado para viajar até a Bahia, de onde assistiu o confronto final entre Palmeiras e Santos.

“Não deu para ir. Acompanhei de longe, em casa. Mandei uma mensagem para todos, estava na Bahia pois tive um casamento aqui três dias antes. Entrei num acordo com o Palmeiras, com o Alexandre Mattos, que me trouxe para o Palmeiras, para vir para cá. Mas foi bom atuar na semifinal, foi bom para o meu currículo”, afirmou.

Sem motivação para permanecer no clube, o zagueiro optou por não continuar no projeto para 2016. Além do desentendimento com o treinador, Victor Ramos também mencionou ter aceitado um salário inferior ao que recebia no Monterrey, no México, para atuar no Verdão.

“Não tenho intenção (de ficar), como o Palmeiras também não tem de me manter. Me manifestei ao decorrer da temporada, conversei com o Mattos sobre a renovação. Eu e meu empresário conversamos sobre isso. Sou muito grato ao Alexandre, mas não me manifestei em nenhum momento para continuar no Palmeiras, até porque eu vim ganhando bem menos do que eu ganhava no México, né? Eu reduzi meu salário bastante para vir para o Palmeiras e minha intenção não é fazer mais isso”, contou.

Com mais dois anos de contrato com o clube mexicano, o jogador aguarda as instruções do empresário para definir os próximos passos na carreira. “Estou de férias em Salvador e são mais dois anos de contrato no México. Agora preciso esperar direitinho para falar com meu empresário e ver qual será o meu futuro”, disse.



Fonte: Gazeta Esportiva
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário