-

Verdão usa folga estendida para intensificar tratamento de lesionados


Com o próximo compromisso pelo Campeonato Brasileiro marcado apenas para domingo, às 17h (de Brasília), contra o Vasco, a maior parte do elenco do Palmeiras ganhou folga de dois dias após a derrota para o Santos, no último domingo. Apesar de o grupo se reapresentar à comissão técnica apenas na tarde de quarta, alguns atletas que estão lesionados, como Cleiton Xavier e Egídio, anteciparam a ida à Academia de Futebol e dispensaram a folga em pleno feriado.
O lateral esquerdo e o meio-campista já tinham frequentado a Academia também no domingo, dia do clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, em que o Palmeiras perdeu por 2 a 1. O primeiro ficou de fora da partida no litoral por precaução do departamento médico, já que vinha reclamando de dores musculares. Em seu lugar, Zé Roberto foi escalado como titular, vide a semifinal da Copa do Brasil contra o Fluminense.

Já Cleiton Xavier está fora dos planos há mais tempo. Sofrendo para alcançar um bom estágio de condicionamento físico desde que voltou do futebol ucraniano, o meio-campista, que não teve nem tempo de reestrear com o número 10, não atua há mais de dois meses – dia 19 de agosto – por conta de uma lesão no músculo do chute, sofrida em sequência a outro trauma muscular. Na última semana, o meia até trabalhou com bola, mas foi preterido para o clássico.

Ao lado de Egídio e Xavier, que seguirão com as atividades nesta terça, em mais um dia de folga geral do elenco, estarão também os volantes Gabriel e Arouca e o meio-campista Fellype Gabriel, regularizado em julho junto à CBF, mas que ainda nem sequer estreou. Enquanto o primeiro seguirá seu plano de tratamento para se recuperar da cirurgia no joelho e voltar ao time a partir da pré-temporada, Arouca corre contra o tempo para evoluir clinicamente até o fim do mês, quando acontecerá o primeiro jogo da final da Copa do Brasil.

Contratado por intermédio de Oswaldo de Oliveira ainda no primeiro semestre, Fellype Gabriel, que trabalhou com o treinador no Botafogo e no futebol japonês, foi relacionado pela primeira vez em agosto, para o confronto contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil. No entanto, não teve nem chance de entrar em campo. Sofrendo com um desconforto nas costas, o camisa 30 se dedica ao recondicionamento para disputar uma vaga no time de Marcelo Oliveira.

Fonte: Gazeta Esportiva
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário