-

Palmeiras irá romper barreira de R$ 80 milhões de renda no Allianz Parque


O Palmeiras receberá o Santos no Allianz Parque no próximo dia 2, em confronto válido pela segunda final da Copa do Brasil. Na decisão, o clube terá a chance de obter a maior renda da sua história e, de quebra, romper a barreira de R$ 80 milhões de arrecadação bruta na nova arena.

Após 36 partidas no local, a renda bruta acumulada é de R$ 77,3 milhões, com média de R$ 2,15 milhões. Antes do confronto com o Santos, o Palmeiras ainda receberá o Coritiba na nova arena. No último jogo válido pelo Brasileirão, o valor arrecadado chegou a R$ 836 mil, na menor renda do time no estádio.

Para bater o recorde de renda da história do futebol paulista, será preciso superar a arrecadação obtida da abertura do estádio - naquela ocasião, a renda bruta da partida contra o Sport chegou a R$ 4,92 milhões.

A possibilidade de recorde está ligada ao aumento do preço dos ingressos para a partida decisiva. O ingresso mais barato, por exemplo, é praticamente o dobro do cobrado na semifinal, diante do Fluminense, e na própria abertura do estádio. O valor da entrada para o setor norte da arena passou de R$ 80 para R$ 150.

Diante do Sport, porém, o torcedor palmeirense desembolsou R$ 500 pelo ingresso mais caro, em dois setores: cadeira central oeste e leste. Na final da Copa do Brasil, o valor foi fixado em R$ 350 e R$ 400, respectivamente.

Até esta segunda-feira, a nove dias do duelo, 32 mil ingressos já haviam sido vendidos. Em 24 horas, os palmeirenses esgotaram os setores Gol Norte, Gol Sul e Central Leste. Restam entradas apenas no anel superior e na cadeira central oeste.

A média de despesas do clube nas partidas é de R$ 720 mil por partida. Dessa forma, a renda líquida acumulada pelo Palmeiras é de aproximadamente R$ 51,5 milhões -- pouco mais e 33% do total.

Preço médio do ingresso

O valor médio do bilhete no novo estádio é de R$ 71,73. O preço, entretanto, fica mais caro nos jogos decisivos. Na final do Paulistão, por exemplo, o valor médio chegou a R$ 106. Na abertura da arena, em novembro do ano passado, o preço médio atingiu R$ 137.

Nas quartas de final e na semifinal da Copa do Brasil, o Palmeiras manteve o preço normal. Nas duas partidas, o valor médio foi de R$ 70. A entrada mais barata foi cobrada na segunda fase da competição, diante do ASA: R$ 37,71, em média. A renda chegou a R$ 931,5 milhões, para um público de 17,2 mil espectadores.

O Allianz Parque já recebeu mais de 1.076.708 torcedores depois de 12 meses de funcionamento -- a arena completou um ano no último dia 19. A média de público é de 29.909 pessoas por partida.
Share on Google Plus

About Unknown

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário