-

Gerente do Palmeiras fala em 'covardia' e dispara contra arbitragem


A arbitragem de Dewson Freitas da Silva causou revolta nos jogadores e dirigentes do Palmeiras durante o empate em 3 a 3 com o Atlético-PR, na noite desta quarta-feira, em Curitiba. Aos 41 minutos, quando os atletas reclamavam de uma falta no meio de campo, os atleticanos saíram jogando rapidamente no lance que originou o terceiro gol dos donos da casa, marcado por Ewandro.

Antes da entrevista coletiva do técnico Marcelo Oliveira, o gerente de futebol do Palmeiras, Cícero Souza, foi ao vestiário da Arena da Baixada e disparou contra Sergio Correa, presidente da Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol.

– Falar em nome do futebol brasileiro, em nome do Palmeiras, principalmente. Fazer desafio à comissão de arbitragem, ao Sérgio Correa. O senhor Dewson representa muito o Sergio. No momento em que precisou de pulso, ele se ausentou. Essa covardia vem de cima. Que o Sergio responda duas perguntas: se a bola foi cobrada do local correta e por que a bola cobrada pelo Palmeiras não foi permitida – disse o dirigente.

– O Palmeiras se sente um pouco prejudicado, mas não responsabiliza a arbitragem pelo resultado do jogo. Amanhã, vai ser outra equipe. As pessoas que precisam responder não respondem, não apresentam plano organizacional. Falta coragem para buscarmos uma recuperação vital – completou.


Fonte: Globo Esporte
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário