-

“Precisa ter personalidade para jogar no Palmeiras”, avisa Barrios


Cansado, já que voltou da seleção paraguaia ao Brasil no início da tarde dessa quarta-feira, Lucas Barrios não esteve no Palestra Itália para acompanhar a derrota para a Ponte Preta. Mas soube dos protestos da torcida, que chamou o time de “sem vergonha” e expôs faixa dizendo que “acabou a paciência”, e avisou os colegas: só com personalidade dá para atuar no Palmeiras.

“O jogador precisa ser forte e preparado. É necessário ter personalidade para jogar no Palmeiras”, definiu o atacante, há pouco mais de três meses no Verdão, mas com passagens por clubes populares, como o chileno Colo Colo e o alemão Borussia Dortmund, para aceitar a pressão.

“O jogador de futebol é exposto a críticas boas e ruins no mundo todo, precisamos aceitar isso. O jogador do Palmeiras precisa saber que tem emoções a todo o momento e, no Brasil, não dá tempo nem de desfrutar um gol porque jogamos de quarta e domingo”, relatou o jogador de 30 anos.

“Não estive no estádio, mas entendo porque joguei em muitas equipes grandes. É normal, acontece quando não há resultados positivos. O torcedor do Palmeiras só precisa entender que queremos ganhar todos os jogos e, às vezes, não conseguimos. Mas queremos dar alegria a eles até o fim do ano”, prosseguiu.

Escolhido para dar entrevista coletiva nesta quinta-feira, Barrios, desfalque diante da Ponte Preta, ressaltou que as condições do Palmeiras não são de crise, mesmo sem vencer há três rodadas no Campeonato Brasileiro. O time ainda está próximo da zona de classificação para a Libertadores e disputa as semifinais da Copa do Brasil contra o Fluminense.

“Encontrei a equipe um pouco triste pela derrota, mas já esquecendo a partida e pensando no Avaí. Temos muita confiança na nossa equipe e de que podemos dar a volta por cima, conseguindo dar um resultado positivo para jogar a semifinal da Copa do Brasil com muita confiança”, declarou o argentino naturalizado paraguaio.

“Uma equipe grande como o Palmeiras precisa ganhar e pontuar sempre. Precisamos retomar o que fizemos. A equipe briga pelo G4 temos agora uma possibilidade de jogar uma final e dar alegria à torcida, como merecem”, discursou o camisa 8.

Fonte: Gazeta Esportiva
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário