-

Marcelo Oliveira culpa desfalques por queda de rendimento


A queda de produção do Palmeiras nas últimas partidas é notável. Jogou mal, mas escapou de uma derrota contra o São Paulo. Por pouco não perdeu a classificação na Copa do Brasil para o Internacional. Foi goleado pela Chapecoense e derrotado pela Ponte Preta. Qual o motivo do desempenho abaixo do esperado? Para o técnico Marcelo Oliveira, o problema está no meio-campo, que sofre com as ausências de Gabriel, Arouca e Robinho.

"Acho que o problema está mais na saída de bola. Jogávamos com dois jogadores que cumpriam essas funções, Arouca e Gabriel. Perdemos o Gabriel, depois o Arouca, e hoje não tivemos próprio Robinho, que cadencia a partida, dá uma saída de bola boa de trás. Estamos pecando nessa transição na defesa para o ataque através dos volantes. Não quero fazer nenhuma crítica direta aos que estão jogando, mas é isso que estamos sofrendo", disse o comandante.

Os números corroboram a tese de Marcelo Oliveira. Contra Internacional e São Paulo, o alviverde abusou de passes errados e lançamentos diretos que não deram certo. Diante da Chapecoense, o quadro se repetiu: 54 passes errados, contra 35 do adversário. O time paulista tentou ainda 33 lançamentos, errando incríveis 27 (79%). Os números são do Footstats.

Andrei Girotto e Amaral, os dois volantes de origem no elenco além de Gabriel e Arouca, não convenceram. Girotto foi substituído em cinco dos sete jogos que começou como titular - nesta quarta, aos 35 minutos da primeira etapa. Amaral foi sacado no intervalo das últimas duas partidas. Para construir o meio quando perde Arouca ou Thiago Santos, Marcelo vem apostando em um trio com um volante de origem e dois meias, Zé Roberto e Robinho.




Fonte: UOL Esportes
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário