-

Fora há dois meses, Cleiton Xavier não vê a hora de voltar a jogar


Recuperado de lesão grave na panturrilha esquerda, o meia Cleiton Xavier treinou normalmente na última segunda-feira, na Academia de Futebol, e garantiu estar pronto para voltar a atuar pelo Verdão, algo que não acontece desde o dia 19 de agosto. 
Dono da camisa 10 desde setembro, o jogador ainda não entrou em campo com o almejado número na temporada - autou apenas com a 8, hoje de Lucas Barrios. A expectativa é de que seja relacionado para o confronto desta quarta-feira, às 22h, contra o Fluminense, no Allianz Parque, pelo jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil. 

- Sofri duas lesões seguidas e tive que ficar bastante tempo parado. A expectativa era voltar somente em 2016, mas me dediquei demais durante esses meses porque não queria perder a temporada. Treinei todos os dias, algumas vezes mais de um período. Graças a Deus, consegui me recuperar bem e já estou pronto para ajudar o time. Não vejo a hora de jogar. Continuarei me esforçando bastante para entrar em campo o quanto antes - disse.

Embora a ansiedade seja grande, o novo camisa 10 do Palmeiras assume que ainda precisará de ritmo de jogo para ter boas atuações. Sua última partida foi contra o Cruzeiro, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, quando marcou um dos gols da vitória palmeirense por 2 a 1. 

De acordo com a previsão do departamento médico do clube, o meia ficaria afastado de quatro a seis semanas. Se recuperou em 21 dias, mas, no último dia de transição, lesionou a panturrilha esquerda, problema que o faria perder o restante do ano.

Jomar Ottoni, fisioterapeuta do Verdão, mostrou-se surpeso com a evolução do 10, que participou ativamente do treinamento desta segunda-feira. 

O técnico Marcelo Oliveira não esboçou o time que pretende mandar a campo e Cleiton ainda não sabe se será ou não relacionado para o confronto. Caso não seja, deve voltar à equipe no clássico contra o Santos, no próximo domingo, às 17h, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

- Ele teve uma lesão muito grave, mas a evolução foi muito boa e está clinicamente liberado desde o dia 17. Cleiton é muito dedicado e, assim como nas outras vezes, a recuperação dele foi excelente, sempre com uma média de 30% abaixo do tempo previsto. 

O problema é que ele ficou três meses parado no início do ano e não fez pré-temporada, por isso está sofrendo as consequências - explicou Ottoni.

Desde que retornou ao clube, no início de 2015, Cleiton Xavier participou de 17 jogos, marcou um gol e deu duas assistências. Em setembro, trocou de camisa com o paraguaio Lucas Barrios, assumindo a 10 e deixando a 8 para o centroavante.

Fonte: Lancenet!
Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário