-

Empresário de Egídio contesta má fase do lateral


Eleito o melhor lateral-esquerdo do Brasileirão no ano passado, Egídio tem convivido com o banco de reservas, com as vaias da torcida e com a desconfiança da comissão técnica do Palmeiras. Tudo isso anda incomodando demais seu empresário, o carioca Eduardo Uram. 

“O técnico do Palmeiras e o diretor de futebol já conheciam o Egídio há bastante tempo”, afirma Uram, referindo-se a Marcelo Oliveira e Alexandre Mattos, que trabalharam com o lateral em 2013 e 2014, na época do bicampeonato brasileiro no Cruzeiro. “Então, eles contrataram sabendo o que encontrariam”, emenda.

Uram também entende que a contusão do volante Gabriel ajuda a explicar a queda de rendimento de seu cliente. “Quando chegou ao Palmeras, o Egídio foi muito bem. De fato, houve uma oscilação depois, mas estamos falando de um dos melhores laterais do país”, avalia.

“Tem também a readaptação ao futebol brasileiro e à diferença de preparação física”, acrescenta Uram. Contratado no fim de março, após romper seu vínculo com o Dnipro, da Ucrânia, Egídio assinou com o Palmeiras até dezembro de 2017.




Share on Google Plus

About Vinicius Santos

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário